12 de outubro de 2012

Fim de Temporada: Melhores Animes Verão 2012


Chegamos ao fim da temporada de Verão 2012. Já esperava uma temporada fraca, principalmente depois da ótima temporada de Primavera. Confesso que apenas 2 ou 3 séries me chamaram atenção dessas listadas abaixo.


Novamente os animes da lista são de meu gosto pessoal, porém sempre tento ser o mais isento possível em relação a notas e quesitos técnicos. Dessa vez a ordem dos animes esta decrescente. E quero deixar claro que a ideia aqui não é de resenhar obras e sim de deixar um breve comentário a respeito das mesmas. Espero que gostem do artigo e que sirva como referência para consultas e também como indicação para assistir bons animes.
 10°
 Moyashimon Returns

Nota: 5/10
Estúdio: Aniplex
Episódios: 11
Gênero: Comédia
Sinopse: O anime conta à história do estudante universitário da U. Agrícola, Tadayasu Sawaki, um jovem que nasceu com a capacidade de poder ver e comunicar com os micróbios.

Comentário: Nossa! Como esse anime conseguiu me desapontar! Quando fiquei sabendo da 2° temporada de Moyashimon, fiquei ansioso para assistir. Depois de acompanhar os três primeiros episódios comecei a ficar com o pé atrás sobre a qualidade dessa nova temporada.  Continuei acompanhando a série, porém me esforcei bastante para não dropar. É uma pena isso ter acontecido, já que a primeira temporada foi ótima. Não esperava que a queda no enredo caísse tanto.  Só me resta guardar as lembranças de Moyashimon e esquecer Moyashimon returns. 
  

 
 Accel World

Nota: 5/10
Estúdio: Sunrise
Episódios: 24
Gênero: Ação / Romance / Sci-Fi
Sinopse: Estamos em 2046, onde um menino do ensino médio chamado Haruyuki é constantemente judiado por valentões por causa de seu excesso de peso, o que o torna parecido com um porco. Durante a queda, o protagonista encontra Kuroyukihime, a garota mais bela da escola, que mudou a sua vida com um software misterioso. Haruyuki está ciente da existência de um mundo virtual chamado “Accel World”, e lá ele se torna um “Linker Bust”, um paladino particular que protege a princesa.

Comentário: O mundo futurístico de Accel World não me agradou, mas as novas tecnologias apresentadas no anime me agradaram bastante. Gostei de algumas lutas e de alguns personagens secundários, mas não consigo dizer o mesmo do protagonista. O character design dele até q é interessante pela inovação, no entanto a personalidade do “porquinho” é insuportável. As motivações dos personagens são fracas e provavelmente foi isso que fez o anime desandar. Enfim, foi uma série que teve um início interessante e aos poucos foi caindo até ficar bem morna e como prefiro coisas mais quentes, foi sofrível terminar de assistir o anime. 
  

 8°
Kokoro Connect
Nota: 6/10
Estúdio: Silver Link
Episódios: 17
Gênero: Slice of Life / Comédia / Romance
Sinopse: A trama gira em torno dos integrantes de um clube de estudos culturais que viviam suas vidas normalmente até que de repente suas almas começam a trocar de corpo aleatoriamente, e o pior: isso acontece com bastante frequência. Basicamente: Amores cruzados, os sentimentos revelados quando estão trocando suas personalidades e comédia em abundância é o que se propõe nesta história.

Comentário: Anime divertido até certo ponto. Possui uma trama interessante, porém os personagens não me atraíram. Faltou um pouco mais de carisma para alguns personagens. Considero um anime fraco, apesar de me divertir em alguns episódios.
 




Tari Tari
Nota: 6/10
Estúdio: P.A. Works
Episódios: 13
Gênero: Slice of Life / Musical
Sinopse: Tari Tari gira em torno de cinco colegiais. Sakai, que perdeu sua mãe muito jovem, e teve de se ausentar das aulas de música. Miyamoto que ama cantar depois das aulas. Okita, uma garota do clube de arco e flecha. Tanaka um menino do clube de badminton que tem uma irmã mais velha. Juntos eles Forman um clube de canto.

Comentário: Começou bem e depois perdeu o fio da meada. Em um anime sobre canto, eu esperava que as músicas e principalmente as vozes fossem no mínimo profissionais, mas infelizmente não foi o que vi em Tari Tari. Não esperava que tivesse a qualidade sonora de Nodame Cantabile, mas ao menos que fossem mais competentes. A animação é o ponto forte da série, já que o drama é só mais do mesmo.
 

Uta koi
Nota: 6/10
Estúdio: TYO Animations
Episódios: 13
Gênero: Histórico / Romance
Sinopse: Uta Koi conta a “interpretação super liberal” da antologia Hyakunin Isshu compilada durante o Período Heian que consiste em cem poemas românticos de cem diferentes poetas.

Comentário: Outra série que eu esperava ser bem melhor do que realmente foi. Possui momentos monótonos que chegam a dar sono, mas também tem personagens interessantes que usam artimanhas “artísticas” inteligentemente. Considero uma série mediana.
  

Binbougami ga!
Nota: 6/10
Estúdio: Sunrise
Episódios: 13
Gênero: Comédia
Sinopse: A história gira em torno de Sakura Ichiko, uma garota cuja vida abençoada vem de sua grande energia da sorte, ganhado por drenar energia das outras pessoas. Para restaurar o equilíbrio, a Deusa da pobreza e Azar, Binbada Momiji drenar sua energia.

Comentário: Algumas boas piadas e personagens característicos desse estilo de anime. Repleto de referências e situações cômicas. Não chega a ser a comédia do ano, mas foi a da temporada com certeza. Vale a pena assistir para dar algumas risadas.

4° 
Hyouka
Nota: 6/10
Estúdio: Kyoto Animation
Episódios: 22
Gênero: Mistério
Sinopse: Estudantes entram em um clube de literatura e decidem resolver alguns mistérios.

Comentário: Comecei a assistir Hyouka  sem pretensão. Depois de alguns episódios e já sabendo o tema do anime, passei a criar expectativa na espera de um acontecimento maior e a cada episódio eu ficava com a sensação de algo grande estava prestes a acontecer. Fiquei com essa sensação até o fim. Não gostei muito dos personagens, mas paradoxalmente eu gostei das relações entre eles. É uma série que funciona bem em conjunto, tanto é que as melhores cenas são as que todos os personagens principais estão presentes. Hyouka peca apenas em sua instabilidade, já que alguns casos nas foram atrativos o suficientes pra mim, enquanto outros me divertiram bastante. Destaque para a excelente animação e para a ótima personagem que dá nome a série. 
 


 
 

Natsuyuki Rendezvous
Nota: 6/10
Estúdio: Dogakobo
Episódios: 11
Gênero: Drama / Romance
Sinopse: Este drama romântico conta a história de um triângulo amoroso entre Hazuki, um jovem que tem um trabalho de meio período numa loja de flores, Rokka, uma viúva que é dona da loja, e o fantasma de Shimao, o falecido marido de Rokka.

Comentário: Começou bem, fiquei empolgado na expectativa dos episódios seguintes, porém a trama acabou seguindo por um caminho que não me agradou. Os diálogos continuaram bem feitos e o drama dos personagens foi levado de forma madura e bem construída. O que realmente fez com que eu perdesse o grande interesse inicial na série foi a mudança de narrativa. O único pró que vi nessa narrativa digamos “fantasiosa” foi o aprofundamento na psique dos personagens, mas ainda sim não consigo deixar de pensar que poderiam ter feito isso de forma mais simples e direta como foi feito nos primeiros episódios. No geral é um série boa, mas que me decepcionou bastante.
  

 

Jinrui Wa Suitai Shimashita
Nota: 7/10
Estúdio: AIC
Episódios: 12
Gênero: Fantasia
Sinopse: A história é passada numa época em que a humanidade entrou em declínio, tendo diminuído a população existente. Agora, a espécie dominante são as "Fadas", uns seres inteligentes com apenas 10 cm de altura. A protagonista, Shunjiko, é moderadora entre os humanos e as fadas. Ao início o que ela pensava ser um trabalho fácil, revelou-se algo mais profundo.

Comentário: Ótima surpresa da temporada, ou melhor, do ano. Não esperava muito de Jinrui, mas fui surpreendido com uma personagem original e fadas alternativas. Os primeiros episódios do anime são espetaculares, mesclam fantasia com mistério, frases fortes e piadas com humor negro. Depois a série da uma caída, mais ainda sim mantém um bom enredo e situações interessantes. Por pouco não ficou em 1° lugar.
 
 



Kuroko no Basket
Nota: 7/10
Estúdio: Production I.G
Episódios: 25
Gênero: Esporte / Comédia
Sinopse: Kuroko é um membro do time de basquete colegial lendário conhecido como “Geração dos Milagres”, e embora ninguém saiba, os cinco principais jogadores o consideram o melhor jogador de basquete. Quando ele se junta à equipe, todos se surpreendem ao descobrir que Kuroko é pequeno, magro e fraco.

Comentário: Apesar de não seu uma obra de nível “Superior”, Kuroko conseguiu manter um bom ritmo durante todos seus 25 episódios. O clima de competição e a empolgação dos jogos é muito agradável de assistir. Esse foi o único anime da temporada que eu me diverti assistindo do inicio ao fim, pois em Kuroko não existe aqueles momentos mornos. Recomendo para quem gosta de competições e esportes em geral.
 


 

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Época complicada, acho que para todo mundo.

    De qlqr forma, dessa temporada ae só tentei ver mesmo o hypado Hyouka, e estou me decepcionando, provavelmente n termine. Pra completar, não tenho muita expectativa quanto ao resto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo sua frustração em relação a essa temporada. Certamente essas obras serão pouco lembradas futuramente.

      Excluir
  2. 初めまして。このイラスト(http://www.pixiv.net/member_illust.php?mode=medium&illust_id=27636673)の作者のNON
    です。画像の転載は許可していないので削除をお願いします。

    Hello. I am the creator of the Illustration(http://www.pixiv.net/member_illust.php?mode=medium&illust_id=27636673).
    I don't permit reprint my works.
    Please delete it asap.

    NON

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hi, Mami Midorima

      Your work was removed, as you asked.

      Excluir

Copyright © 2016 Animecote , Todos os direitos reservados.
Design por INS